segunda-feira , 22 julho 2024

Kassab vistoria ônibus que provocou morte

O prefeito Gilberto Kassab vistoriou nesta quinta-feira (13) a garagem da cooperativa Cooperauhton, proprietária do ônibus cuja roda se desprendeu do veículo em movimento e causou uma morte ontem, na avenida Washington Luiz, Zona Sul da Cidade. Durante a inspeção, ao lado do secretário municipal de Transportes, Alexandre de Moraes, Kassab afirmou ser “inadmissível que um veículo possa ter um acidente com aquelas características. Uma roda não se solta de uma hora para a outra”.

Uma equipe da São Paulo Transporte (SPTrans) verificou até o momento 20 ônibus da empresa, identificando dez que não possuíam condições de circular – por motivos que vão da falta de condições de segurança ou idade superior a 10 anos, o que não é permitido, até problemas na documentação. Todos os veículos foram retirados de circulação.

Kassab também anunciou a ampliação da fiscalização na manutenção da frota municipal. Todos os 15 mil ônibus da Cidade passarão por vistorias semestrais. No caso da Cooperauhton, a exigência foi antecipada e 100% da frota será fiscalizada até o final da semana que vem. A inspeção dos 620 veículos obedecerá a cronograma para não prejudicar os usuários com uma redução substancial do número de ônibus em circulação. Outro ponto importante: os serviços de manutenção passam a ocorrer, de agora em diante, de quatro em quatro meses.

A fiscalização sobre a manutenção dos ônibus será mais rigorosa. Os consertos ou substituições de peças serão registrados, para que depois a SPTrans possa checar se a manutenção realmente ocorreu e se foi bem executada. Essa inspeção é feita por amostragem, que aumentará de 10% da frota, atualmente, para 30%.

“Seremos implacáveis com essa fiscalização”, afirmou o prefeito. “Esse acidente mostra que as empresas não estão tendo a responsabilidade necessária para transportar 4 milhões de passageiros por dia”, acrescentou Kassab.

O prefeito lembrou o esforço da administração municipal para renovar a frota de coletivos. “Pela primeira vez na Cidade, digo e ratifico que até o final da gestão teremos toda a frota renovada”. De acordo com o prefeito, “quando assumimos a Prefeitura encontramos uma frota totalmente sucateada e velha e, portanto, ilegal. E fomos extremamente rigorosos com sua renovação”.

Segundo o secretário Moraes, a idade média da frota é a menor desde 1998, com 5 anos e 3 meses. Até o ano que vem, essa média chegará a 3 anos e meio. Ele também lembrou outras ações da Secretaria Municipal de Transportes, como a aquisição na semana passada de um novo equipamento para facilitar as inspeções dos coletivos. Outro ponto destacado: o aumento de 600 fiscais da SPTrans.

Kassab informou que, após as conclusões da sindicância, punirá exemplarmente os responsáveis pelo acidente de ontem na Washington Luiz.

Fonte: Prefeitura da Cidade de São Paulo

Deixe um comentário

RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter
YouTube